TRANSLATE THIS SITE

Pessoas que me motivam

13 de jan de 2016

SEMANA DE CONSULTAS MÉDICAS E MUITAS MUDANÇAS

Desde que vários nódulos foram detectados na minha tireóide em 2011, eu faço exames anuais (USG e sangue). Meu endocrinologista já deixa o pedido comigo no ano anterior, aí eu faço em dezembro e os levo em janeiro. Meus exames sempre estiveram 100% bem, então dessa vez eu até estava com preguiça de ir à consulta. Hoje fui vê-lo e a surpresa foi o HIPOTIREOIDISMO, mesmo não sendo diabética.
A princípio fiquei assustada, mas meu médico me tranquilizou, explicando como isso acontece, os sintomas e o tratamento. No meu caso, há um ano atrás meus hormônios T3 e T4 estavam trabalhando direitinho. Então o que aconteceu nesse período? 
Meu médico disse que, no meu caso, esse ganho de peso e parada da musculação (para trabalhar em 2 períodos), aumento do sedentarismo, apesar de ter continuado pedalando (o pedal não é regrado, pois quando chove não pedalo, os percursos e graus de dificuldade variam) e eu mantive hábitos alimentares (comi a mais) de quando estava em plena atividade física em 2015. Essa quebra no equilíbrio que eu havia encontrado desde que emagreci, há 4 anos, mais a minha idade, provocaram essa "pane" nas glândulas T3 e T4. Essa foi a explicação que meu médico deu.

Ele também me fez algumas perguntas:

  • Você começou a ganhar peso e não conseguia mais emagrecer? Sim.
  • Você tem sentido cansaço, sono, moleza desde para fazer atividade física até para assistir televisão? Sim. Inclusive não consigo ler mais que 2 págs de um livro porque caio no sono.
  • Quando você pedala você sente muita fadiga, palpitações e falta de ar? Sim, inclusive as pernas tremem se eu paro no meio de uma subida.
  • Você tem se sentido meio deprimida, sem vontade de fazer coisas, emotiva, os dias andam cinzentos? Simmmmmm.

Segundo meu médico, isso  tudo é sinal de hipotireoidismo.

A boa notícia é que há remédio e já estou tomando. Daqui a 1 mês eu faço mais exames e volto para ele ver se a dosagem precisa de ajuste ou não. Até a dosagem ser ajustada, vou sentir pouco resultado, mas assim que ele acertar isso, tudo vai melhorar.

As más notícias são que o hipotireoidismo engorda!!! Portanto, eu preciso focar na alimentação e fazer atividade física com regularidade. Também provavelmente terei que tomar o hormônio para o resto da vida.

Já fiquei pesquisando e lendo sobre isso. A maior parte do que eu encontrei fala sobre hipotireoidismo nas pessoas diabéticas, o que não é meu caso. Falando nisso, encontrei outra boa notícia: não sou diabética, apesar de ser neta, filha e sobrinha de vários portadores de diabetes.

"Tireoide em pane

Essa glândula, localizada no pescoço, produz dois hormônios (T3 e T4) que regulam o organismo - dos batimentos do coração ao trabalho do intestino, o raciocínio e a força muscular. Outra glândula, a hipófise, que fica na base do cérebro, secreta o TSH, que estimula a tireoide a fabricar T3 e T4. Quando ela produz esses hormônios em quantidade insuficiente, ocorre o hipotireoidismo, que deixa o corpo inteiro mais lento, inclusive o metabolismo - daí a dificuldade para emagrecer. "A doença também está relacionada à retenção de sal e água, que levam ao famoso inchaço", observa a endocrinologista Carolina Mantelli Borges, de São Paulo. "A mulher com hipotireoidismo ganha, em média, de 3 a 5 quilos em um ano."

Na segunda-feira fui a uma consulta no ortopedista, pois tenho sentido dores nos joelhos, nas costas e nos ombros. Ele me lembrou que eu tenho artrose grau III nos joelhos e outras na cervical (C3 a C7), portanto preciso ficar forte para segurar essas lesões. Agora vou começar a fazer fisioterapia e em fevereiro vou voltar à musculação. Quanto ao ciclismo, vou ter que parar de ir com os grupos porque não posso por carga alguma nos joelhos até conseguir parar a dor. No entanto, não vou parar, pois ele me recomendou pedalar girando na marcha leve.

Conclusão da semana: eu não devia ter parado a musculação. A grana que eu ganhei de maio até dezembro trabalhando no período da tarde não me deixou mais rica e o resultado dessa mudança só prejudicou a minha saúde.

Agora vou continuar a seguir o programa dos VP, vou fazer tudo o que os médicos estão mandando e aguardar os resultados. EU VOU EMAGRECER!

Nada melhor que eu mesma (foto de 2013) para motivação 
Cada problema tem solução. Todas as experiências são oportunidades para que eu aprenda e cresça. Eu estou segura.
Louise Hay


11 de jan de 2016

PRIMEIRA SEMANA DE VOLTA E SEGUINDO O NOVO PROGRAMA

Decidi seguir o programa que pontua ao invés do "express", pois me sinto mais segura escrevendo e pontuando.
Ainda não sei o resultado oficial na balança, mas na de casa eu emagreci 900g. Não consegui ir à reunião dos VP, por isso não tenho a pesagem oficial.
Também não consegui postar aqui diariamente, com os pontos e fotos, como planejei. Nos dias de hoje, assumo que não tenho tempo de vir aqui todos os dias. Já estou conseguindo monitorar tudo com o caderninho e a caneta. Está bom assim, né?!
Minha semana foi tranquila, consegui fazer atividade física todos os dias, estou de férias, tenho tempo de planejar minhas refeições e minha atividade física. O momento tenso foi a ida a uma festa, mas tínhamos que levar comes e bebes, assim levei palitos de cenoura, pepino e nabo para comer com patê de atum que fiz com maionese de leite. Comi outras coisas lá, mas pouco. Falando nisso, lá comi guacamole, que não é pontuado no livro dos VP. Alguém sabe quantos pontos tem o guacamole?
Comi chocolate amargo todos os dias (só 30g), pois sou viciada. Também tomei 1 taça de vinho nos jantares do final de semana. Dos 49 pontos extras semanais me sobraram 16.
Há alguns fatos que preciso considerar. Como faço ciclismo e os treinos são puxados, com mais de 2h de duração, eu conto somente os 10 pontos que tenho direito (ProPontos Ativos) por dia se eu fizer 60 minutos de atividade com intensidade alta. Também baixei o app do google chamado Google Fit, que marca o tempo da minha atividade física. Eu caminho e uso bicicleta para me locomover pela cidade, então esse app me ajuda a monitorar minha atividade física.
Estou entusiasmada com a primeira semana. Só o fato de estar me monitorando já me dá uma sensação de segurança em estar no caminho certo.
Vou postar alguns dos meus pratos dessa semana.
Abobrinha no microondas recheada com carne moída de PTS e queijo cottage.A carne moída eu faço na água com tempero normal e, depois de pronta, eu ponho 2CS de PTS (proteína texturizada de soja) para cada 1CS de carne moída. A PTS pega bem o sabor da carne moída e fica uma delícia! Aí tem também alface e tomates cereja. No meio do prato está o miolo que eu tirei da abobrinha para fazer os buracos nela. Primeiro eu ponho somente a abobrinha no microondas por 3 min. Depois eu recheio e coloco por mais 2 min. por fim ponho o alface e o pão. Ás vezes uso arroz ou batata ao invés de pão.

Lanche: Rap 10 fit com 2CS cottage,  blanquet de peru, alface e tomate cereja.
Alface, palitos de pepino, nabo e cenoura, arroz, lentilha e bife de lagarto.
Também quero registrar aqui um dos passeios que mais gosto de fazer pedalando: subir e descer a Estrada de Manutenção da Ecovias (ela é a estradinha de escape de ambulâncias e carros-socorro no sistema Anchieta-Imigrantes). Subimos essa semana, mas após uns 15km eis que a estrada ACABA. Houve um desmoronamento gigantesco que levou um trecho de mais de 100m da estrada. Agora só há um abismo. Fiquei muito triste, principalmente porque sei que vão demorar para reconstruí-la. O lugar é tranquilo, o asfalto é bom e o nível de dificuldade é forte, mas agora, por estar assim, duvido que o grupo queira ir de novo para treinar pouco. Tenho umas fotos desse dia também.


Vista linda da Serra do Mar

Eu na cachoeira
Nós no túnel que vai dar na Imigrantes. Eu chamo esse túnel de Batcaverna.
O desmoronamento da estrada

Estrada destruída
Risco de mais desmoronamentos devido às rachaduras enormes

4 de jan de 2016

Dois anos depois e seis quilos a mais

Dois anos após a última postagem, há um mês eu venho aqui ler minhas postagens para tentar me motivar a parar de engordar e voltar à minha meta.
Como alguém que estava na meta, feliz da vida, perde o controle e engorda? Simplesmente porque eu sou humana e meu chip ainda não foi transplantado, infelizmente. Eu não engordei de repente, mas algumas coisas eu comecei a fazer há mais de um ano, de boa, acreditando que eu não engordaria mais e tudo ia ficar bem.
Eu quero listar algumas das coisas que comecei a fazer e não deveria ter feito:
1. Parei de anotar a pontuação de tudo o que eu como. Eu comecei a me confundir quando o programa dos Vigilantes do Peso mudou e eu vi que a pontuaçâo dos alimentos tinha mudado, alguns tamanhos de porção também, entraram alimentos plenos, programa com contagem de pontos, outro sem contagem de pontos, eu passei a ir às reuniões somente uma vez por mês, e quando ia não entendia nada do programa. Cheguei a pagar pelo novo programa, mas estava com preguiça de aprendê-lo, muito menos segui-lo.
2. Parei de ir às reuniões mensais de manutenção. Os problemas listados no nr 1 (acima), mais a demissão da minha orientadora dos Vigilantes do Peso em junho/2015 me desmotivaram totalmente a seguir o programa. Quando a gente faz um programa de reeducação alimentar, a gente precisa se sentir acolhida, querida, e chegar a uma reunião como uma estranha, num momento em que eu já precisava de ajuda, só me restou sair quieta de cabeça baixa, com vergonha de ter engordado.
3. Voltei a acreditar nos amigos que não são tão compreensivos com a amiga "chip-de-gorda". Eles decidem ir a um boteco, comer fritura (o boteco não tem opção de alimento saudável), beber cerveja ou caipirinha, e eu decidi acompanhá-los, não uma vez, mas sempre que dá. Mudei completamente meu comportamento e até os convido para ir a um bar. Infelizmente, eu não posso me dar ao luxo de fazer isso toda semana.
4. Deixei de tomar minha sopinha ou comer salada antes das festas, restaurantes, etc.  
5. Voltei a usar elevador e escadas rolantes. 
6. Comecei a beliscar a bolacha salgada e doce no trabalho.
7. Larguei a musculação (1h30min 4 vezes por semana) e comecei a fazer aula de ginástica (box, dança e abdominais) 60 min 2 x semana. Continuei com o pedal, mas dependendo da meteorologia e da minha disponibilidade, às vezes faço só 1 ou 2 vezes por semana. Essa salada não está funcionando porque engordei e meus joelhoes têm doído bastante.
8. Voltei a furtar (rsrsrs) guloseimas da minha filha.
9. Comecei a usar o carro para fazer coisas que antes fazia de bicicleta ou a pé.
10. Minhas roupas continuam cabendo em mim, pois têm propriedade de esticar muito. Aí a gente se olha no espelho e diz: "Ainda estou usando manequim 38, está tudo bem!" SQN!!!! Quando a gente sai na foto, enxerga o braço gordo e a cara redonda. 

Bom, eu acho até que engordei pouco, comparando com essa lista enorme que acabei de escrever. Se eu me lembrar de mais alguma coisa, edito essa postagem depois. Bom, só recordando... Eu estou com 67kg, minha meta dos Vigilantes do Peso é 63kg, minha meta para mim mesma é 61kg. Mas eu cheguei a pesar e ficar entre os 58 e 60kg por um bom tempo. Então, nessa brincadeira, eu engordei 9kg, o que é bastante. Mas minha meta a curto prazo é chegar aos 63kg. Depois eu decido o que fazer. 

Vou voltar a postar minha alimentação e minhas reflexões novamente. Esse espaço é meu, mas se alguém estiver me acompanhando e quiser comentar alguma coisa, ficarei grata!


MANUTENÇÃO DO PESO

META ATINGIDA EM 70 SEMANAS (25/02/2011, MEU NÍVER DE 48 ANOS) = 343G/SEMANA

POSTS MAIS POPULARES