TRANSLATE THIS SITE

Pessoas que me motivam

18 de out de 2010

FILHOS SAUDÁVEIS - Parte 1 (amamentação)


Eu gostaria de fazer alguns posts sobre algo que eu acho que fiz e continuo a fazer muito bem, que é cuidar da alimentação da minha filha. Não sou mãe perfeita, nem ela é uma criança livre de problemas, pois ninguém é perfeito, mas no quesito alimentação, acho que tenho feito um bom trabalho sem forçar a barra, então decidi escrever sobre a forma que a criamos em relação à alimentação e espero inspirar minhas amigas de blog que ainda vão ter seus filhos. Para quem não me conhece, eu engravidei após ter ficado 4 anos no meu peso-meta (61kg). Vocês poderão conhecer um pouquinho mais clicando AQUI.

Quando a minha filha nasceu, eu fui radical quanto à sua alimentação. Eu não a deixei sozinha com ninguém da família, fora eu e meu marido, até ela completar uns 3 anos. Foi difícil, mas as pessoas insistiam para eu dar chá disso e daquilo, bolacha de maisena  e outras coisas que eu nem me lembro. Eu sabia que a alimentação até os 4 anos de idade define como a pessoa vai ser para o resto da vida, então eu fiz questão de protegê-la dos alimentos industrializados e cheios de conservantes que existem por aí. 

Também quis livrá-la da mesma infância que tive, sendo chamada de gorda, balofa, rolha de poço, saco de areia, entre outros. Eu sofri muito quando criança e adolescente por causa do sobrepeso e, como já conhecia a vida saudável, resolvi que iria ensiná-la a ter prazer em comer, sem se empanturrar, nem descontar na comida suas necessidades, emoções e frustrações.

A minha filha foi amamentada SÓ E EXCLUSIVAMENTE do meu peito até os 5 meses e 3 semanas. Ela não tomou água, suco, chá, NADA! SOMENTE O PEITO. Deu trabalho? Sim, principalmetne nas 2 primeiras semanas de vida, porque eu não sabia ser mãe e ela não sabia sugar. Houve um dia em que eu estava com o peito enorme e empedrado, ela chorava muito, aí eu liguei pra pediatra dela chorando e pedindo ajuda. Ela me mandou ir para o hospital onde ela estava dando plantão. É um hospital público estadual e também onde os alunos da faculdade de medicina "treinam" durante a facul. Ao chegar lá, a pediatra me encontrou no corredor, disse que ia fazer um parto e me deixou com várias enfermeiras. Depois fiquei sabendo que elas são do grupo da Dra. Keiko Teruya uma brilhante pediatra daqui. Enfim, elas pacientemente apertaram minha mama para o leite "escorrer", me ensinaram a amamentar e ensinaram minha filha a mamar. Se elas não tivessem me dado aquela assistência naquele momento, a amamentação teria sido descartada. Mas houve também MUITA DETERMINAÇÃO da minha parte. Durante a gravidez eu tinha lido livros, conversado com muita gente e eu SABIA que eu iria conseguir amamentá-la. Eu só não sabia o quão difícil isso seria no início.
Esse momento da nossa vida foi tão determinante que eu hoje posso até tomá-lo como exemplo de como eu consigo atingir meus objetivos quando eu decido realmente que eu posso, eu consigo e eu sou capaz de atingí-lo.

Ela foi um bebê saudável, não teve nem coriza até quase 2 anos e eu devo isso à amamentação. Eu a amaentei no peito até 1 ano e meio e a desmamei quando EU estava pronta, pois amava o contato próximo e a troca de afeto que a amamentação proporciona e, emocionalmente, para mim, foi bem forte. Acho que para ela também, mas o desmame aconteceu aos pouquinhos, ludicamente, e ela acabou acostumando a ficar sem a "tetê". No próximo post falarei sobre a introdução dos alimentos na sua dieta.

MAIS SOBRE AMAMENTAÇÃO - CLIQUE AQUI!!!

Well, my friends, essa foi a primeira parte. Vou escrever por fases para não virar livro. Rsrsrsrs
Minha RA continua bem. Hoje não fui trabalhar, então fiz 1h30min de ginástica (3 pontos extras).

Café da manhã:
3/4 copo de all bran flakes - 1 pt
1 Kiwi - 0 pt
1 activia light de morango - 1 pt

Lache da manhã: 1 mini pão francês com 1 CS requeijão light - 2 pontos

Almoço:
1/2 copo de arroz integral - 2 pts
1 filé de pescada no microondas - 3 pts
brócolis e agrião: 0 pt
1 copo de suco de maracujá com couve-manteiga: 0 pt
2 quadradinhos de chocolate: 1 pt
O que está escuro é do vinagre balsâmico que eu uso para temperar.

Lanche da tarde:
1 pct de cookies light - 2 pts
1 mini pão francês com 1 CS cottage - 2 pontos
1 fatia de blanquet de peru - 0,5 pt

Jantar:
1/4 copo arroz integral: 1 pt
1/4 copo feijão: 1 pt
1 porção de sobrecoxa de frango: 3 pontos
1 prato de agrião: 0 pt
1 banana prata: 1 pt
1 copo de suco de maracujá com couve-manteiga: 0 pt 

Ceia:
 2 torradas light: 1 pt
2 CS cottage: 1 pt
chá verde: 0 pt

Total: 22,5 pontos! Como fiz AF de manhã, quitei minha cota de 20 pontos para o dia terminar feliz! 

OBS.: Tô com fome agora (23h17) e vou dormir logo para não fazer besteira!

GENTE, COMO EU QUERO CHEGAR AOS 61KG!!! 
ÓTIMA SEMANA A TODOS NÓS!!!!!!!

9 comentários:

★$ Naиđ♂ N£яi $★ disse...

Às vezes, o melhor é realmente dormir para não cometer jacada alguma.
Beijo no coração

Chis dias 500 dias de R.A no blog disse...

Amiga é isso que ensino para meu filho.
Falo tudo que eu passei e passo e ele come alimentos saudaveis bem diferente da minha infancia e adolescencia.
Achei muito legal vc postar sobre esse assunto.
Pois culpados de sermos obesos na infancia são nossos pais.
Apesar que eles acreditavam que estavam ajudando,não eram capazes de vê a dimensão do problema.
Beijos

Alessandra disse...

Muito bom post, eu infelizmente não fui tão determinada na amamentação do meu filho, logo de cara qdo ele começou a perder o fôlego de tanto chorar de fome eu introduzi o Nan.
Como passei a trabalhar qdo ele estava com 4 meses, coloquei-o na escolinha e a tarde ficava na minha cunhada, o resultado foi péssimo, ele começou a comer chocolate, doces e tudo que não presta, agora que está com 1 anos e 4 meses, não consigo fazê-lo comer frutas e além disso tb tem meu marido que não ajuda, adora dar besteiras pro menino.
Sou super frustrada com isso, as vezes qdo tento dar uma fruta e ele não aceita, tenho vontade de chorar.
Bjs

Dietando.com disse...

Nao amiga, Sweeney Todd nao é terror nao... é um filme musical, um drama romantico na verdade ;)

Beijosss

Juli

s.o.s. diet disse...

Oi encontrei seu blog e estou te seguindo! Parabéns pela sua determinação! Tenho quatro filhos e eu também os amamentei até os seis meses, na verdade minha caçulinha amamentei até os dois anos!hshshsh! Não tem nada melhor! Também me esforço para que tenham uma alimentação saudável, (não tanto quanto você) mas faço o possível, e estão todos saudáveis e nenhum deles tem problemas com peso! É isso aí amiga continuamos na luta! Dá um pulinho lá no meu blog. Beijos!

Paulinha disse...

Olá!!!
Tem selinho para você lá
no meu blog...
bjos :)

Luciana Kotaka disse...

Olá amiga, sabe que amamentar foi difícil, não consegui muito, e olhe que fiz cursos preparatórios,mas eu achei complicado. Agora, só comindinha feita por mim, tudo sem agrotóxico, isso eu cuido muito. Refri, nenhum dos filhos toma em casa, vou preservando o máximo que der. Bjks amiga

Liz disse...

Oi flor!
Tô curiosa pra ler o restante do post sobre os filhos saudáveis, tb acho super importante, ensinar nossos filhos a ter uma relação saudável com a comida. Não sabia que até os quatro anos que se define como será a alimentação da criança, bom saber, quando eu tiver filhos vou prestar atenção nisso e fazer de tudo para eles se alimentarem o melhor possível!
Vou linkar seu blog tá?
Beijokkkas

disse...

Com certeza ensinando desde bebês será muito mais fácil ter uma vida saudável e acho que o mundo todo tá precisando muito disso, pq cada vez mais vemos crianças obesas e é muito triste isso...
Beijos

MANUTENÇÃO DO PESO

META ATINGIDA EM 70 SEMANAS (25/02/2011, MEU NÍVER DE 48 ANOS) = 343G/SEMANA

POSTS MAIS POPULARES