TRANSLATE THIS SITE

Pessoas que me motivam

28 de ago de 2012

DE VOLTA À ATIVIDADE FÍSICA

Voltei à academia hj depois de 3 meses e meio me recuperando de uma cirurgia. Vcs não fazem ideia de como estou feliz! Injeção na veia de dopamina, serotonina, endorfina e todas as "inas" que dão energia e alto astral! Andava meio down, desanimada e me sentia exausta às 5 da tarde. Hj estou feliz e com energia para fazer o turno do serviço de casa. Tomara que dê resultados na balança também. Só vou à reunião dos VP no sábado, mas quis compartilhar minha alegria com vcs!

Hoje também anotei toda a alimentação do dia e me comportei bem. Só 2 pontos extras. É fácil demais voltar aos hábitos antigos e abusar. Agora estou em processo de retorno ao FOCO! Bendito FOCO! Mas vou conseguir eliminar esses quilinhos que não me pertencem. Ótima semana pra vcs!

Meus colegas de malhação: A Paula (professora), o Ari e a Vera. Turminha alto-astral

 

20 de ago de 2012

UM DIVÃ PARA DOIS - ou somente PARA VOCÊ?!

Sabe aquele filme que você assiste uma vez, mexe contigo e você decide mudar sua vida de vez? Pois é, esse é "O" filme!

Ele fala de um casal há 30 e poucos anos junto, cuja relação já está pra lá de "over", mas a esposa (então garotas, sempre NÓS, não é?) decide dar uma última chance a si mesma e ao marido para colocar a vida em um novo rumo.

O que eu gostei no filme foi que não foi fácil para nenhum dos dois MUDAR, sendo que ambos precisavam fazer isso. Após tantos anos de vida e presos a "roteiros" diários que ambos seguiam, acomodados na maldita (sim, maldita!!!) "zona de conforto" e de conformismo, era necessário mudar. Eu achei o máximo quando eles enxergam que, depois de tudo, apesar de não terem conquistado o que queriam naquele momento, nenhum dos dois conseguiria voltar ao que era antes.

Os filmes água com açúcar, que mostram como é fácil mudar, que é só "querer", blá, blá, blá só nos deixam frustradas e nos sentindo a pior das criaturas, pois eu sei que cada um de nós gostaria de mudar e, no nosso caso, conseguir emagrecer, conseguir melhorar nos aspectos necessários de nossas vidas. Esse filme não é assim.

No entanto, as mudanças não acontecem num passe de mágica, e UM DIVÃ PARA DOIS nos mostra isso. Mesmo conseguindo fazer certas "mudanças", elas não são radicais. Acontecem em conta-gotas, paulatinamente, com altos e baixos, cada um nas suas possibilidades.

Vamos pensar nas mudanças que são necessárias para emagrecer. Cada um de nós sabe o que precisa ser mudado. Nós sabemos que não existe varinha de condão, eu sei que não há (ainda, pq eu tenho esperança) implante de "chip" de magro. Não basta ter emagrecido 24kg. É preciso continuar os bons hábitos, saber con-VIVER na sociedade, onde tudo é motivo para COMEmorar, assumir que eu tenho tendência a engordar, que eu preciso seguir certa receita de bolo (com adaptações) para continuar como estou.

Portanto, o mais importante é se perguntar E RESPONDER sinceramente a si mesmo;

  • Quem eu sou?

  • Estou feliz convivendo comigo mesmo?

  • O que eu preciso fazer para atingir minhas metas?

  • De tudo isso que eu listei, por onde eu posso começar? (é melhor começar pelo mais fácil)

  • O que eu tenho que fazer para alcançar essa primeira meta?

  • Quais obstáculos podem surgir?

  • O que eu devo fazer para não me desmotivar? 

A partir daí, só nos resta VIVER intensamente um dia após o outro, uma fase de cada vez, um desafio, depois outro, sem pressa, mas tendo um caminho pela frente, o qual não conhecemos muito bem onde estão os buracos, as pedras, os seres vivos que surgirão (podem ser cães, cobras, jegues... rsrsrsrssrs) MAS A GENTE SABE ONDE QUER CHEGAR!

Sugiro esse filme para todo mundo: solteiros, casados, jovens, velhos, mais precisamente para quem se encontra na ZONA DE CONFORTO e não tem coragem, nem vontade de sair dela. Não aconselho o filme para adolescentes imaturos, muito menos crianças. Eles não vão entender nada.

QUE TODOS NÓS CONSIGAMOS AGIR PARA ATINGIR NOSSAS METAS!!! beijos no coração!


Trailler do filme UM DIVÃ PARA DOIS.
Matéria excelente do ESTADÃO.
Crítica do filme pela jrnalista Juliana de Paiva do Jornal do Brasil.

10 de ago de 2012

MINHA HISTÓRIA DE SUCESSO



Foto tirada em 03/08/2012


Meu maior problema sempre foi a compulsão por alimentos errados e em grande quantidade. Tudo começou quando eu nasci e fui criada dentro da linha do "comer para ser forte e bonita" (leia-se, gordinha.)
Cresci sendo discriminada por ser gorda e fui rotulada como uma pessoa sem força de vontade e sem vaidade. Mas na minha casa sempre tinha frituras, bolo e alimentos ricos em gordura saturada e açúcar. Da adolescência até os 33 anos eu perdi as contas de quantas vezes engordei e emagreci. Experimentei todas as dietas radicais, malucas e tomei remédios prescritos que me deixavam nervosa, com insônia, irritada, ansiosa, entre outros. Até que, aos 33 anos (1996) eu emagreci uns 14 kg seguindo o Programa dos Vigilantes do Peso e mantive minha meta até 1999, quando engravidei e engordei 18 kg. Após a gravidez (2000) já voltei à minha meta, mas fiquei no vai e vem e, desde 2006, meus problemas emocionais se agravaram e, quando assustei, estava com quase 90 kg.
Em 22/10/2009 eu voltei à reunião dos Vigilantes do Peso com 84,6Kg e pedi ajuda, pois eu não tinha esperança de que voltaria a emagrecer. Nessa época eu estava com os exames de sangue todos alterados, me sentia deprimida, tomava remédios para ansiedade e depressão, não me sentia disposta para fazer atividade física alguma e não acreditava mais em mim.
A diferença principal entre seguir o programa em 1996 a em 2009 foi a idade. O meu metabolismo estava bem mais lento, eu estava com muito mais sobrepeso e tive que assumir que o processo seria lento, mas deveria ser definitivo.
No início eu comecei a seguir o programa e me matriculei na hidroginástica duas vezes por semana. Após 6 meses eu estacionei por algumas semanas e resolvi começar a fazer um diário para me conhecer melhor e analisar como meu corpo reagia à minha alimentação e atividade física. Comecei a escrever meu blog, mas não tive coragem de liberá-lo para o público. Nessa mesma época, comecei a acompanhar os blogs de muitas pessoas que, como eu, sofriam com o excesso de peso e percebi que elas recebiam muito incentivo em seus blogs e que suas reflexões me ajudavam muito. Assim, dois meses após sua criação (em junho de 2010), liberei meu blog (Escrever para Emagrecer) para o público e comecei a trocar experiências por meio deste espaço. Além disso, saí da hidroginástica e fui para a musculação, a fim de dar uma acelerada no meu metabolismo e adquirir massa muscular.
Eu não faltei a quase nenhuma reunião dos Vigilantes do Peso nesse período todo, porque fiz amizades e o apoio do grupo, como também das orientadoras (Vilma e Lorena) e da secretária Stella foram importantes demais para o meu sucesso.
Eu costumo dizer que não há um fator único que tenha sido divisor de águas no meu processo de emagrecimento. São vários pontos de apoio e TODOS são igualmente importantes, co-dependentes e interligados: minha presença nas reuniões dos Vigilantes do Peso, a atividade física, planejar e cozinhar, fazer meu diário pessoal, anotar tudo o que como, contar os pontos, seguir as orientações, receber incentivo dos amigos, do blog, da família, ter paciência comigo mesma, enfim, foi um processo de auto-análise, autoconhecimento, reflexão e, principalmente, de amadurecimento.
Mesmo assim, a minha caminhada foi lenta, eu pensei em desistir em cada platô, principalmente quando cheguei aos 63kg em dezembro e empaquei. Nessa época, meu médico disse que eu já estava bem, pois meu IMC era 24.3, dentro do saudável, e fez uma carta aos Vigilantes do Peso, solicitando que minha meta mudasse de 61 para 63Kg, o que foi acatado pelo programa. Apesar disso, eu não me dei como satisfeita e decidi tentar chegar aos 61 kg sem pressa. Acho que isso me ajudou a relaxar e continuar o programa até que, coincidentemente, cheguei aos 61 kg na véspera do meu aniversário de 48 anos, que foi dia 25 de fevereiro. Foi o melhor presente que eu poderia ter me dado de aniversário!
No total, foram 70 semanas de caminhada para eliminar 24 kg, o que dá uma média de 343 gramas por semana. Não tive nenhuma enfermidade nesse período todo, nem resfriado. Os resultados dos meus exames são de uma jovem de 20 anos muito saudável.
Agora estou há 5 meses me mantendo abaixo da meta, oscilando entre 58 e 60Kg, totalizando 27 Kg eliminados. Ainda vou às reuniões dos Vigilantes do Peso mensalmente, pois elas me ajudam a manter o foco e adoro a troca de energia e incentivo entre os associados. Quando engordo, volto a anotar tudo o que como e conto os pontos. Isso é o básico da minha manutenção, pois o "chip de gorda" ainda existe aqui no meu cérebro, apesar de andar meio defeituoso graças aos “programas” novos que foram sendo instalados aos poucos nesses últimos 22 meses. Esses novos chips não são de magra, mas de uma pessoa que se alimenta de forma equilibrada e saudável na maior parte das vezes. Ainda tenho meus momentos de recaída, mas são poucos comparados aos momentos de comedimento.
A atividade física deixou de ser duas ou três vezes na semana, por 45 minutos para fazer parte de minha vida diária, por 4 a 5 dias por semana, por 1h a 1h30. Eu sinto prazer em fazer atividade física e sinto falta quando não consigo fazê-la. Também incorporei a bicicleta como meu meio de transporte principal e troco o elevador pelas escadas sempre que posso. Não me canso mais, não suo com tanta facilidade, me sinto disposta, com energia e fôlego para dar conta do trabalho, da casa, da família e ainda me divertir.
Fiz 49 anos dia 25/02 e me senti muito orgulhosa por ter conseguido voltar a me sentir bonita, saudável, cheia de vida e confortável dentro do meu corpo. Eu realmente não acreditava que conseguiria voltar a usar shorts, biquini e ter a surpresa de entrar em roupas tamanho 38 pela primeira vez na vida.
Agora tenho me cuidado, continuo me auto-conhecendo e tentando ser uma pessoa melhor por dentro a cada dia que passa.

SOLANGE
22/07/2012.

7 de ago de 2012

PARA DURAR, O AMOR DEVE SER UM CONSTANTE EXERCÍCIO DE CONQUISTA

por Alberto Lima
Enganam-se as pessoas que pensam que o casamento é hora de sossegar, que a sedimentação da relação garante, por si só, a sua sobrevivência.  Se não for cultivado diariamente, com pequenos e também grandes gestos de atenção, o relacionamento se acomoda, o sexo esfria, o entusiasmo vai embora.  A disposição para o cuidado com o outro é que mantém a chama acesa.
Tudo começa movido pelo elemento fogo: é paixão! Arrebatadora! Corações em brasa, corpos ardentes, disponibilidade total, olhares enamorados, admiração mútua…

Uma beleza! Ele e ela foram bem-sucedidos na conquista e entendem que o amor se instalou inexoravelmente. Casam-se, então, e, no momento em que firmam esse compromisso, tornam-se irremediavelmente “felizes para sempre”!
Com o passar do tempo, o fogo abranda e o gráfico da paixão ameaça raspar na base do papel. O entusiasmo arrefece, o envolvimento se afrouxa, o olhar já não pousa sobre os olhos do outro. Os beijos já não são ardentes e dão lugar a protocolares bicotas. O sexo deixa de ser tão frequente, parece não suscitar o mesmo élan.
E a motivação para os programas a dois diminui.
A vida é assim, certo?
Errado. E o erro está em acreditar que a manutenção de um casamento__e do fogo, claro__seja algo automático, que deveria decorrer naturalmente do simples fato de a relação ter-se sedimentado.
Uma relação amorosa é um grande desafio. O jogo começa quando se pensa que terminou (com a efetivação da união).
Não se sustentará, a menos que seja vivido como um constante exercício de conquista.
Amor é labor. E há de ser assim, ou perecerá.
Nada na vida funciona bem, a menos que se renove. O banho precisa ser tomado com cuidado todos os dias. O alimento precisa ser preparado novamente, com o mesmo capricho. O filho precisa ser levado a dormir e deverá ouvir um conto de fadas, de novo e de novo, todos os dias, ou não se estruturará como sujeito íntegro, com fé na vida e capaz de, a exemplo dos pais, saber renová-la a cada dia, em todos os instantes de seu futuro.
A renovação da conquista é tão importante quanto reafirmar a escolha amorosa.
Nenhuma dessas duas coisas se pode pressupor como automaticamente presente, ou natural em uma relação. Para que uma casa fique firme, é preciso construir as paredes, tijolo por tijolo, instalar o telhado, telha por telha, cuidar do acabamento e, finalmente, não deixar de lado a manutenção. Se a casa da união não recebe a energia cuidadosa de quem a botou no mundo, tende a “adoecer” e pode ruir.
Para conquistar o parceiro, a parceira, tudo de que se necessita é disposição pessoal para o cuidado. Regar a planta, remover as ervas daninhas, nutrir. A saladinha de alface com tomate de todos os dias pode ser enfeitada com estrelas de carambola, ou com iscas de pêssego. Pode ser servida em travessas diferentes, com alguma arte. Ele__ou ela__perceberá o cuidado, experimentará gratidão e verá renovar-se no peito o bem querer.
Quando chegar em casa à noite e for tomar o seu banho, ele pode fazer a barba uma vez mais; ela apreciará o gesto.
Ela pode escolher a roupa que vai vestir, em lugar de aproveitar aquela camisetinha básica “que nem estava cheirando a usada”; ele saberá.
Quando um percebe que foi considerado pelo outro - e geralmente o significado disso está em que um cuidado foi tomado e um tempo de dedicação foi empregado -, isso é o que basta para que se renove o sentimento de bom gosto na escolha de parceria! “Ah, como é bom meu amor importar-se comigo e tratar bem de mim”. A chama amorosa se renova e dá sustentação  à continuidade e ao crescimento do vínculo e do prazer de vivê-lo.

1 de ago de 2012

OS BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA PARA NOSSO CORPO

A agitação da vida moderna, a tecnologia e a necessidade de produzirmos cada vez mais são fatores que geraram um quadro preocupante: homens, mulheres e crianças tem se tornado cada vez mais sedentários, principalmente nos grandes centros urbanos. Isso acarreta enormes problemas à saúde, que vão da pressão alta à obesidade infantil. A boa notícia é que com exercícios físicos, boa alimentação e sono regular, você pode reverter este quadro.
Exercícios físicos trazem inúmeros benefícios para a saúde física e mental de quem os pratica. A incrível "máquina" que é o corpo humano foi evoluindo para estar sempre em movimento, espalhando-se pelo mundo em longas caminhadas, caçando, plantando, nadando. Ficar parado, portanto, é agir contra nossa própria natureza.
Manter uma rotina de exercícios regulares, em contrapartida, é uma constante injeção de saúde integral com benefícios para todos os nossos sistemas. Confira alguns deles:
- O cérebro funciona melhor com a sensação de bem estar e com a auto-estima em dia.  Como os exercícios fazem isso?  A atividade física estimula a liberação de substâncias que "melhoram" o funcionamento do sistema nervoso central, hormônios como serotonina e endorfina que atuam na sensação de bem estar e relaxamento.
- O sistema respiratório é também bastante beneficiado.  Nariz e garganta são menos acometidos de gripes, resfriados e infecções respiratórias em geral, pois a atividade física estimula a produção de alguns aminoácidos (componentes das proteínas) que melhoram a ação protetora do sistema imunológico. Outra grande contribuição dos exercícios físicos para a saúde é na melhoria da capacidade pulmonar. Isso acontece porque, ao fazer exercícios ocorre o aumento de pequenos vasos que irrigam os alvéolos pulmonares (estruturas de troca de gases), melhorando o aproveitamento de oxigênio pelo pulmão. Desse modo, a respiração fica mais eficiente.
- O coração e todo o sistema circulatório são também beneficiados. Os exercícios são responsáveis pelo aumento da resistência aos esforços físicos e ao estresse. Doenças como angina, infarto e arritmias têm sua incidência diminuída.  Isso acontece porque os exercícios estimulam a vascularização (aumento da irrigação de sangue para o próprio coração), o que garante melhor funcionamento do órgão. Reduz fatores de risco para artérias coronárias - como pressão arterial e colesterol.
- E a barriguinha? Passa a se chamar abdome, graças à perda de peso. Quando você pratica exercícios, principalmente os localizados, reduz a gordura e aumenta a massa muscular. E como o músculo é um tecido muito ativo, ajuda no maior consumo de calorias ao longo do dia.
- A ação no pâncreas é fundamental para o controle do diabetes. Os exercícios trabalham na diminuição da resistência à ação da insulina, que é o hormônio que facilita a entrada de glicose nas células. Com isso ocorre um melhor controle dos níveis de açúcar no sangue.
- Força das pernas o que diminui os edemas, varizes e o risco de trombose. Isso ocorre, porque os exercícios localizados nessa área aumentam a pressão dos músculos sobre as veias das pernas. Com isso, o sangue volta mais rápido para o coração, melhorando a circulação.
- Para seus vasos sangüíneos também só tem vantagens. Os exercícios reduzem as obstruções nas paredes dos vasos, evitando assim aterosclerose, derrames cerebrais e infartos. Os exercícios conseguem esse pequeno milagre, pois reduzem as taxas de colesterol total e elevam o HDL (colesterol "bom"), que protege contra a formação de placas de gordura nas artérias. 
- A estrutura óssea do seu corpo fica mais forte. Exercícios físicos reduzem os riscos de osteoporose (enfraquecimento dos ossos) e fraturas na velhice. Isso acontece porque estimulam a proliferação dos chamados osteoblastos (células que contribuem para o crescimento do tecido ósseo).
Antes de começar a se exercitar
Ficou animado? Praticar exercícios físicos é realmente a solução e a prevenção de inúmeras questões em sua saúde. Mas, para que tudo o que foi apresentado até agora realmente aconteça, não se esqueça de visitar seu médico para fazer as avaliações indicadas. Elas dirão que tipo de exercício você pode praticar. Depois, com essa indicação selecionada, coloque tudo em prática e desfrute uma vida mais saudável.  Cuide bem do seu corpo que ele cuidará ainda melhor de você.

MANUTENÇÃO DO PESO

META ATINGIDA EM 70 SEMANAS (25/02/2011, MEU NÍVER DE 48 ANOS) = 343G/SEMANA

POSTS MAIS POPULARES